quarta-feira, 30 de junho de 2010

Assino por baixo.

Recordo o posicionamento de Portugal com a Espanha e o Brasil e pergunto-me como foi possível ter chegado aqui. Correndo o risco de ser injusto, acho que a liderança de Carlos Queiroz está a trazer a selecção para um local que tinha abandonado há muitos anos. E isso é capaz de ser grave.

Neste Mundial, quando tivemos de enfrentar os melhores adversários, fomos pequenos. Como noutros tempos, quando entrávamos em campo convencidos de que os outros eram muito melhores do que nós e jogar de igual para igual era algo impensável. Aliás, olhos nos olhos só enfrentámos Costa do Marfim e Coreia do Norte. E é assim que vamos.

Nunca pareceu que a selecção desejasse mais do que sair de cabeça erguida, na expressão, também ela pequena, do seleccionador. Passámos muito tempo atrás, na esperança que Ronaldo surgisse lá na frente, por entre o nevoeiro, e resolvesse. Aparentemente, foi para isso que nos preparámos durante semanas.

Não queríamos uma coisa diferente e, sejamos honestos, não merecíamos mais. Lamentavelmente, voltamos para casa mais pequenos do que partimos. Era o pior desfecho.


Luís Sobral, Maisfutebol

4 comentários:

Nalitzis Krpan disse...

Epah acho que a solução é cortar já os pulsos para não sofrermos mais.

Diz-me só: se na época que aí vem o benfica for eliminado da champions pelo inter, vais achar uma coisa natural em futebol ou será uma vergonha nacional?

Bossio Rojas disse...

LOL Nalitzis tu achas natural termos sido eliminados, eu não. É tão simples quanto isto. Chama-se ambição. A espanha não está a jogar o que jogou há 2 anos. Parece-me simples e claro. Aliás.... não só para mim como para todos os jornais. Até espanhois.

se podiamos ter ganho a Espanha? Podíamos! Se podíamos ter feito melhor? Podíamos! Fizemos ? Não.

E honestamente, incomoda-me mais discursos conformistas com a mediocridade (e 8 final é mediocre)

Nalitzis Krpan disse...

Santo deus. Lippi e o insuportável domenech, com mais nível e bem mais cotados que nós, fizeram pior. A impressionante inglaterra da qualificação, com o capello, caiu como caiu.

E tens mais boas equipas europeias que mal marcaram presença: sérvia, dinamarca...

não se trata de falta de ambição. eu queria ganhar e acho que tínhamos equipa para ir mais longe. falar de táctica depois do jogo é também um exercício mais fácil de se fazer.

Mas em tudo isto o que eu acho é que o futebol é assim: a este nível, ganham-se por pormenores. A Espanha mereceu. Não lhes dar o mérito é só má fé.

De resto, acho que também não merecemos muito mais. Os espanhóis, regionalistas como são, torcem sempre pela equipa deles. Nós andámos ocupados a tentar correr com o Scolari. Agora andamos ocupados a correr com o queiroz. Somos os primeiros a dizer que o ronaldo é uma merda e tens até muito bom tuga que hoje acordou bem disposto, porque a derrota da selecção confirma o que pensavam.

Nunca foste campeão do mundo. Nos últimos anos temos andado a jogar entre os melhores, o que é fantástico. Mas ainda não estamos a este nível. Mas pronto.

O futebol é um desporto de duas equipas. Se continuamos a ver a coisa de forma obtusa (nós, nós, nós) sem pensar que do outro lado há quem tenha as suas motivações, a sua capacidade e faça o seu trabalho, então ainda nos falta muito para perceber o que é o futebol.

A Espanha ganhou. Arranjar meia dúzia de bodes expiatórios para uma coisa que falhou colectivamente, parece-me ser uma coisa algo infrutífera. E, novamente, de um imenso e muito pouco digno mau perder.

Barnaby disse...

O que me fodeu não foi a eliminação! Foi a forma como fomos eliminados!

Pra começar mostrámos um falta de ambição do caraças contra o Brasil! A 15 minutos do fim, e visto que a Costa do Marfim estava "eliminada", devíamos ter partido pra cima dos brasileiro pra tentar ganhar o grupo, mesmo que depois sofressemos um golo! Preferia perder com ambição do que empatar a jogar pró lado porque independentemente do resultado estávamos apurados! Não. Acomodámo-nos ao segundo lugar todos felizes da vida... grande espirito vencedor, hein?

Depois, pimba! Calha-nos a poderosa Espanha em vez do frágil Chile! É bem feito!!

Contra a Espanha até parecia que o Queiróz tinha ganho um par de tomates, mas no inicio da segunda parte mostrou que eram postiços! Aquela besta vai tirar o Almeida pra meter o Danny??!? Toda a gente que estava a ver o jogo comigo e até o bimbo do CR viu que assim não íamos lá! Sem o Almeida (que até estava a jogar bem, pra variar) a segurar a defesa, os espanhóis começaram a subir a defesa, o meio-campo compactou e começou a jogar mais próximo do ataque e uns minutos depois o resultado estava à vista! Depois era tarde! Em vantagem os espanhóis faziam o que queriam...
Se, por exemplo, o gajo tivesse trocado o Pepe (que nem sei pq foi convocado, mas isso é outra história) e tivesse metido o Liedson pra jogarmos 4-4-2 e pressionarmos os espanhóis, até podíamos ter levado na peida à mesma, mas pelo menos tínhamos mostrado tomates! Assim fomos embora como uns meninos com medo de tudo o que é selecção melhorzinha!

Conclusão, tirando a merda da Coreia e dos seus defesas agricultores e com um jogo anormalmente bom da nossa parte, Portugal sai do mundial sem marcar um único golo (ZERO!!!) a uma selecção de jeito! Defendemos bem, é certo. Mas só isso não chega... sem marcar estávamos destinados a levar na pá... e foi isso que aconteceu! Saímos com o rabo entre as pernas...

Isto é que me fode...

Site Meter