terça-feira, 15 de junho de 2010

Iguais a nós mesmos

Pois é pá, acho que o que me chateia mais não é estar meio lixado por não termos ganho, é até estar satisfeito com o trabalho feito pela selecção.

Convenhamos, estamos no pior grupo e jogámos contra a melhor selecção africana e uma das melhores do mundo, ponto. Podíamos ter feito muito melhor: acho que o o hugo almeida lá para a frente, mais alto e mais forte, aguentava melhor lá à frente os marfinenses, e o Dani (ou será danny?) podia ter perfeitamente ficado no banco desde, pelo menos, toda a segunda parte. O 4-2-3-1 foi uma merda de escolha. um 4-3-3 a explorar as alas penso que teria sido bem, bem melhor. Pelo meio era impossível este jogo, mas enfim, pá, não deu mais.

Não achei que tenha sido assim tão mau, sinceramente. E é isto que me fode: não foi assim tão mau. Estes gajos não jogam mal mas não os vejo em rasgos de génio. E parecem não se sentir muito bem na sua própria pele, nos seus esquemas tácticos. Mas foda-se, tenho que reiterar: não tá mau pá, contra a costa do marfim não está mau. Temos uma catrefada de centrais (para a próxima ponham o rolando a jogar de início, pode ser que a coisa resulte melhor), e um seleccionador que não parece saber berrar. Mas berrar mesmo, do género "Vamos-ganhar-esta-merda-caralho-e-foder-os pretos-dos-marfinenses-todos-peço-desculpa-liedson-e-rolando-e-enfim-em-parte-bruno-alves-não-sei-o-que-me-passou-pela-cabeça" no balneário.

Não tá mau, ok? O que vale é que nós temos coração. Conseguimos acreditar sempre no nosso heroísmo e lutar até ao fim pelo sentimento de protagonismo.

E de toda a gente para entrar no fim, o Rúben Amorim? A sério?

2 comentários:

Barnaby disse...

A merda toda é que, lá bem no fundo, temos uma selecção que não é nem metade do que o pessoal quer acreditar. Somos uma selecção mediana com um jogador excepcional.

Já lá vai o tempo do Figo, Rui Costa, Pauleta (que não sendo um ás, lá ia marcando), e dum Ricardo Carvalho, Jorge Andrade (das melhores duplas de centrais do mundo)Deco, Paulo Ferreira, Maniche, Miguel e Simão na flor da juventude!

Hoje em dia temos uns gajos com 30 ou mais anos, ou seja, já em queda (principalmente se forem atacantes), muitos nem são titulares nas suas equipas: Deco, Simão, Liédson, Mendes, Carvalho e Ferreira,...
-Outros nem têm muito jeito prá coisa ou só "aparecem" em dia santo: Hugo Almeida, Danny, Miguel,...
-Uns "bonzitos": Meireles, Amorim, Bruno Alves, Rolando,...
-Um lesionado, o Pepe
-Um puto, o Coentrão
-Um grande jogador que se vê rodeado de cepos, o Ronaldo. E é isto.

Pelo meio temos um selecionador que anda aos papéis e o outro jogador bom que tínhamos ainda foi pra casa mais cedo!

O pior ainda está pra vir, porque quando estes trintões disserem adeus à selecção ficamos sem grandes alternativas (ficamos sem ataque nem meio campo criativo ou impressão minha?). Nem quero ver a fase de qualificação pró Euro 2012...

Cláudio Kralj disse...

o nuno andré coelho pelo menos vai andar lá para fazer dupla com o bruno alves se o ricardo carvalho já não se aguentar nas canetas. o que vale é que tudo o que é defesas e médios defensivos o porto manda. para a frente é que é mais complicado. enfim, sempre foi.


E concordo, jorge andrade e ricardo carvalho foi das melhores duplas de centrais de sempre.

Site Meter