segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

E o Couceiro, pá!?

Volto agora, ainda meio moído pelo Natal, e a grande novidade foi o nosso reforço de inverno, o Couceiro. Enquanto treinador de futebol, há muito que adoptei um nome carinhoso para ele, Zé coveiro, dada a sua capacidade de enterrar equipas que antes andavam bem vivinhas. Mas confesso que para dirigente a coisa não me chateia por aí além. Efectivamente este é um daqueles casos em que o homem se dá como dirigente, não como treinador. E nesta altura bem precisávamos de uma mudança de estrutura (embora esta mudança seja só um acrescento) e de uma cara nova, que não a do costinha-mandão ou a do bettencourt-cruzes-credo. Por isso este é um daqueles casos simples de "vamos ver no que isto dá". Estarei atento, então.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Sporting, aquela gaja que odiamos amar

[Este texto começou a ser escrito aos 63 min do Setúbal - sporting. Estamos a vencer por 3 - 0]

O Sporting é a típica gaja que um tipo odeia amar. A coisa não tem lógica, vem de dentro e tudo é muito bruto e muito cru. Uma relação calma seria garantia de um coração com vida mais longa. Mas isso não seria o viver sportinguista. Andamos demasiado habituados a sofrer até à última quando ganhamos coisas importantes, e em desilusões de última hora, que só nos frustram. Hoje, esta vitória que se avizinha faz lembrar uma relação de muita raiva e muito amor. E este momento é uma bela queca de reconciliação, logo após uma violenta discussão.

Este é o Sporting e é assim que o vivemos, como um casal que se ama mas cujo amor sofre de demasiados princípios auto-destrutivos. Hoje vai saber bem. E o pós será de um regojizo calmo, como se toda a tensão desaparecesse por momentos. A dúvida é o que aí vem: se o sexo continua ou se voltamos a ter vontade de partir a mobília toda.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Liga Prognósticos - 15ª Jornada



E à 14º jornada eis que subo à liderança juntamente com o Forneiro! Segue a tabela!






Venham os prognósticos para esta jornada:

Bossio Rojas

Porto 2 - 0 Maritimo
Sporting 1 - 0 Braga
Leiria - 0 - 2 Benfica

Claudio Krajl

Porto 3 - 0 Maritimo
Sporting 0 - 2 Braga
Leiria 0 - 2 Benfica


Nalitzis Krpan

Porto 3 - 0 Maritimo
Sporting 2 - 1 Braga
Leiria - 1 - 1 Benfica


Toca a mandar os vossos prognosticos! Não se esqueçam que o Sporting-Braga por ser jogo grande (? lol) vale 5 pontos. E façam o favor de errar em tudo que eu quero a camisola do Benfica!

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

os dois novos craques

A julgar pelos títulos dos jornais temos mais dois craques a caminho: Funes Mori e Fernandez. Posições: Extremo-esquerdo e avançado.

Pergunta para 1 milhão de pêlos do bigode do Luís Filipe Vieira: não faria mais sentido contratar um extremo-direito? Bem sei que o Gaitan não é o Di Maria mas contratar um novo jogador para uma posição onde se gastaram milhões o ano passado parece-me pouco esperto. Isto quando o miudo começa a dar nas vistas

Ao menos andam mais comedidos e os gajos vêm quase de borla. O Fernandes, segundo os jornais, custará um milhão e meio e o Mori, a chegar, será a custa 0. Este último será vitima de mais uma jogatana de empresários. Vem para o Benfas a custo 0 e caso se confirme que estamos perante um bom jogador é depois vendido para um clube qualquer em Espanha ou Inglaterra por vários milhões. O que é que o Benfas ganha? Bola. Mas hey! Quem não tem dinheiro não tem vícios.

um pouco de sanidade, por favor

Que o Costinha ainda não mostrou nada em Alvalade, a não ser lixar tudo à sua passagem, feito tornado, já todos sabemos. Mas é triste vê-lo em insistir em guerras inúteis como esta.

Costinha, tem juízo, porra. Pára de fazer merda. Pára! E já agora lê o último parágrafo da notícia (até o cito, só para ti):
"Entretanto, Abílio Fernandes, de 64 anos, diz que o Sporting “provavelmente terá de acabar para recomeçar de novo, como a Fiorentina.” E admite propor a ideia da extinção da SAD numa futura assembleia geral. “Não sou o único a ter este ponto de vista. O Sporting está a caminhar para uma situação como a do Boavista. Já nem as garagens do estádio são suas”, lamenta o antigo vice-presidente da direção de Sousa Cintra." in Record

esta semana há menos um porco a chafurdar na liga.

tadito do elmano santos. fez o servicinho ao porto e agora fica de fora da lista de árbitros elegíveis para a próxima jornada. veremos se o artur soares dias continua a fazer os seus favorzinhos. o fato de o Sporting não andar a jogar nada não invalida que não tenha sido prejudicado num jogo com o setúbal, ironicamente, entre aspas, logo a seguir ao mesmo setúbal ter sido roubado descaradamente no dragão. Veremos se o regabofe se repete esta semana.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Aceitam-se respostas.

Qual é a diferença entre este senhor, que comenta documentos revelados ilegalmente:


E este senhor, que abandona programas, porque se recusa a comentar documentos revelados ilegalmente?

bardamerda para todos eles

Depois de há uns tempos o bettencourt ter andado a responder à letra a sócios como se fosse isso que se pedisse a um presidente, esta semana o maniche queixou-se dos "falsos sportinguistas" (deve ter sido por causa de um deles que foste para a rua com o guimarães) e agora o costinha está preocupado é em responder ao sousa cintra. se andassem preocupados em ganhar jogos e em devolver ao Sporting os tomates de outros tempos, um gajo agradecia. Assim vou ficando cada vez mais confortável. Este ano vou ganhar um par de horas extra de tempo. Tenho de só consultar a agenda a ver o que se faz por aí à hora do jogo do Sporting.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Ontem, no dia seguinte

Dias Ferreira abriu finalmente um bocadinho mais o jogo. Criticou, finalmente, o projecto (chamem-lhe roquette, ou whatever) que efectivamente não tem trazido resultados ao Sporting. Admitiu a nossa débil situação mas não foi capaz de ir até onde tantas vezes o vi ir: dizer tudo, sem vergonha, sem preocupações com o dia seguinte. Dias Ferreira é sportinguista para lá de respeitável. É, talvez, também por isso, que chateia vê-lo papaguear as queixas habituais: o dinheiro, como se tudo se resumisse ao dinheiro. Neste campeonato o Sporting ganhou à Leiria (5º classificado) e, de resto, só a equipas do meio até ao fundo da tabela. Gostava de saber quantas delas têm mais dinheiro do que nós. Andamos a apostar na fé, à espera que apareça um novo mourinho. E o melhor que nos deram nos últimos anos foi "a era PB", em que nos apaixonámos pelo segundo lugar (e até eu acreditei nisso a dada altura). É também daí que vem este espírito amorfo. Não me admira por isso que alguém como o guilherme aguiar, o portista d'O dia seguinte, realce que é importante mantermos as coisas como estão. Claro que é. É a melhor forma de despachar um rival ainda antes de um campeonato começar.

Entretanto há um jogo europeu que não conta para nada, antes de voltarmos a setúbal. Já sei que o Grimi recuperou da lesão.Fico agora ansiosamente à espera que renovem contrato com o abel e o maniche.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

O bom de ser benfiquista...

... é que por muito mal que estejamos, temos sempre o Sporting.

A festa da taça.

Com o Setúbal.

Ordenados em atraso, dificuldades financeiras, jogadores emprestados, pessoal que não vingou, outros na pré-reforma e um treinador à antiga, que gosta de futebol na proporção inversa ao que estudou o jogo.

Foi com o Setúbal e perdemos. Ia dizer que só nos podemos queixar de nós próprios, ia dizer que não se admite que quem trabalhe em Alvalade o faça tão mal (se é para perder em Setúbal até garotada podíamos levar, não era preciso os veteranos, como o maniche, que ficará em alvalade alegremente mais uma época). Mas não vale a pena. Nenhum Sheik nos vai comprar tão cedo e injectar uns 150 milhões de euros. Por isso vamos andar por aí mais uns tempos, a enganar o pessoal. Outro pessoal, entenda-se. Que eu já não tenho pachorra.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Liga Prognósticos - Classificação


Olá pessoal! Como a tabela tem andado "desaparecida" aqui vai o ponto de situação após 13 jornadas. O perca continua na frente mas a malta aproximou-se. Ora vejam:



segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Elmano, o compincha

Elmano Santoss é para lá de mediocre, está na linha mais baixa dos árbitros nacionais (e sabemos bem que esta não prima pela qualidade). Hoje, num jogo que se sabia de sentido único, era previsivel vermos a vitória do porto contra o setúbal (eu sei que o manel fernandes dava um rim se isso trouxesse utilidade ao Sporting, mas hoje o pobre homem foi para lá com a possibilidade de um empate ao nível de um milagre). Esperava-se era ao menos que o setúbal pudesse fazer ter direito à dignidade. Mas não. no dragão isso escasseou mais uma vez. Era um simples jogo de estatística, uma espécie de quanto tempo até marcarem. Mas o Elmano f(que não acredito que seja corrupto, tomo-o só por mau) fez o favor e despachou já o assunto. Agradeço, asim poupo 45 minutos. Com sorte ainda os gasto noutro campeonato mais decente. Fiquem com o voso penalti inventado. Amanhã espreito o jornal para saber o que o proto-mourinho tem a dizer sobre este árbitro.

Ah e quanto à tríade do barcelona nomeada a melhor do mundo. O sneidjer mostrou mais (tavez o benitez o tenha mesmo fodido). xavi e iniesta, que muito admiro, são assim para o clone (ainda assim campeões do mundo). questiono-me apenas se algum destes miúdos, messi incluido, conseguia ser metade do que é num clube menos regional - é triste mas este porto e este barcelona têm muitas semelhanças nesse aspecto. quanto àquela coisa do tico-taka-caralho-que-os-foda que é o modus operandi (latin, bitch!) do barça. confesso que já achei mais piada e mais espectacular. mas para futsal continuo a preferir o meu Sporting, que tem dado cartas na Europa, e que tem na baliza um keeper (o mestre benedito) que terá com certeza um par de colhões bem maior que toda a catalunha do futebol.

Ainda sobre o flash interview

Tinha isto em atraso, a propósito da "bronca" do jesus, mais o tipo da tvi.

Jesus é insuportável, mal educado e vive numa redoma asquerosa pseudo-anti-mediática. Numa sociedade de informação como é suposto a nossa ser, num campeonato inserido nessa sociedade como é suposto este ser, não deveria haver espaços obrigatórios para isto e para aquilo. Pura e simplesmente tem sentido o treinador do benfica falar para a imprensa (a imprensa, não a benfica tv), porque treina o benfica e isso a carreta responsabilidades (principalmente perante os próprios adeptos).

Dito isto, admito que o jornalista se excedeu. E dou-lhe como ponto claro de justificação para aquele abuso o factor oportunidade. Ora se um clube e respectivo treinador se colocam num ponto de superioridade em relação a todos os outros, ponto esse onde não têm de responder a nada, não consigo ter pena do Jesus nem demolir um jornalista que vê ali uma oportunidade de perguntar ao Jesus algo que fuja ao critério da bênfiiica tv (grande mister, o benfas é fantástico ou fabuloso?).

Ora um jornalista não é um amigo. É um bacano com um trabalho que envolve interesses. Quer a frase, a informação, o que for para completar o seu trabalho. E faz perguntas que lhe permitam isso, sejam elas chatas ou incómodas. Um bom jornalista, então, só pode ser um tipo chato, a roçar, se não a assumir-se, um filho da mãe. Não uma bicha de subserviência, como o benfica exige a tudo quanto em Portugal deseje liberdade de expressão (vícios do tempo de Salazar, certamente; coisa difícil de curar no clube do regime).

No fundo o jornalista também fez merda, embora eu consiga perceber porque é que o fez . E o Jesus é um pulha sem vergonha que não merece nada (estou desejosos que te enterres aí no benfas. Lagartão que sejas, podes ir à bancada, mas até tremo de imaginar se algum aborto em Alvalade algum dia se lembra de te pôr no nosso banco). E que, claro, as birras do benfica (quando toda a gente já teve queixas em flashes) são as típicas. Sabem o que parecem? Aqueles black-outs taberneiros, porque violentos, a que o porto nos habituou nos anos 90.

Mas o pior mesmo é aquela merda do flash interview. O espectáculo é vouyerista (nós não queremos saber o que se passou, queremos confirmar coisas, se o pal serge fez merda, o que diz sobre isso; se o jasus dá calinadas, como se quer; se o villas boas é um proto-mourinho, que gesto imitará agora, etc) e tem tendência para provocar bronca (se o jogo correu mal e o jogador está todo rebentado…). E de onde vem isto? Da publicidade, claro. E aí já acho atentado toda a gente ser subserviente àquilo. O jornalista a fazer o seu trabalho por ali, os entrevistados darem entrevistas para não levarem multas, enfim, a bacorada de sempre. Análises sérias? Adoramos, mas duram sempre 3 horas e metem bereiro ao barulho. Faltava-nos um programa simples, com entrevistas aos jogadores, com boa montagem, como aquele que se vê na sportv sobre a premier league. O problema é que isso implicava um campeonato competitivo, com bons jogadores (e não camionetas sul-americanas), estádios cheios e bom futebol. Enfim, implicava outro país.

[ver vídeo da bronca]

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Liga Prognosticos - 13ª Jornada


Toca a despachar os prognósticos, pessoal, que a jornada do azar começa já hoje. Os de Lisboa defrontam o pessoal do Algarve. Os do Norte recebem os de Setúbal. Queria deixar uma frase bonita sobre o Tejo separar os grandes dos seus adversários mas depois não tive pachorra.



Venham os prognósticos para esta jornada:

Bossio Rojas

Benfica 1 - 0 Olhanense
Portimonense 1 - 2 Sporting
Porto 2 - 0 Vitória de Setúbal

Claudio Krajl

Benfica 2-2 Olhanense
Portimonense 1-0 Sporting
Porto 2-0 Vitória de Setúbal

Nalitzis Krpan

Benfica 2 - 1 Olhanense
Portimonense 0 - 2 Sporting
Porto 3 - 0 Vitória de Setúbal

Venham daí esses palpites, que a Liga Prognósticos continua bem viva.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

correu assim mais ou menos razoavelzinho bom.

1 a 0. centésima vitória europeia. vencedor do grupo a uma jornada do fim. cabeça-de-série para a eliminatória. não tivesse sido assim para o secante, com um golo "amigo", duas bolas ao poste, algum desleixe e uma certa sorte em não ter mamado um golo num ressalto e isto até seria bastante bom. assim é meio-bleah. desta vez houve a eficácia necessária. mas uma bocadinho de pujança não tinha ficado mal. foi o que se arranjou.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Um rescaldo. O primeiro do dia.

Sporting podia ter ganho. Esteve bem perto disto. E a coisa também podia ter corrido mal. É aquela lógica meio manhosa, típica de empates: podia ter sido melhor, podia ter sido pior. Foi pena o porto não ter tido a sua primeira derrota. Também lhes faz bem perceberem que há anticorpos, mesmo no nosso campeonato.

Antes do jogo aqui o cláudio dizia-me "pá, nalitzis, isto hoje ou é dois-zero para o porto ou então damos assim uns seta-a-zero". Calma, pensei eu, é que o Sporting não se dá mal em jogos grandes quando anda mal (afinal e contas era mesmo uma oportunidade). No final do jogo, o Cláudio não se calava com o estatuto de invencíveis. Todo contente. Afinal de contas, de quem ia dar tareia até um "viste!? não perdemos!" não foi muito. No final, ficamos todos relativamente contentes. O Sporting mostrou bom nível e ainda deu uma lição de ética ao seu antigo atleta (na segunda ou terceira vez em que o moutinho se atirou para o chão a chorar, todo borrado, o Sporting atirou a bola para fora para o médico do porto vir dar xuxa ao minino). O porto, claro, conseguiu o seu melhor resultado em Alvalade nos últimos anos: não perdeu.

Honestidade intelectual? Então, xau

- Vai-me desculpar mas quem decide as perguntas sou eu.
- Então, xau!



É sintoma de queda do regime. Jesus costuma parecer-se como o Sócrates ou aquele ministro afegão. O segundo tinha Cabul dizimada, tanques nas costas dele e dizia que a guerra estava praticamente ganha. Sócrates já tinha espatifado o país e continua(va) a lembrar-nos que somos os campeões do crescimento. jesus é assim. Benfica é uma sombra do ano passado, quando perde, merece-o e ele ainda vem com "massacres" e "injustiças".

Como primeiro plano temos a já habitual postura benfiquista. Se há jornalismo a acontecer nas redondezas do benfica, então só pode ser criminoso, só pode visar destruir o benfica. Democracia? Liberdade de imprensa? Bah, no tempo do salazar ganharam sem coisas dessas. Agora que ainda são o clube do regime, espera-se apenas que este mude e se volte a contrair podremente. Tudo para proteger o clube do regime.

Como segundo plano temos Jesus. Jesus é mal formado, mal educado e incompetente. E nem o facto de ser lagartão o safa. Estamos a assitir ao desfazer do seu mito, estamos a assistir à sua merecida e violenta queda. Esperemos apenas que seja bruta o suficiente para não se erguer tão cedo. Não vá algum palhaço se sentir tentado em levá-lo para Alvalade.

sábado, 27 de novembro de 2010

Sporting - fócúlporto - Capítulo IV

É hoje.

A última derrota para o porto no campeonato foi precisamente em Alvalade, em fevereiro último. 3 - 0 e um golpe final à perseguição ao benfica. Hoje, postiga, maniche e pedro mendes estão deste lado, contra o clube onde jogaram, e moutinho está do outro lado, acabadinho de sair de Alvalade. Bom jogador, consistente, voluntarioso e sempre esforçado, moutinho foi dos melhores jogadores a sair da nossa formação nos últimos anos. Subiu pelas camadas jovens acima até se tornar o capitão. Ganhou o seu espaço no balneário e tentou alargá-lo ao ponto de ter voto na matéria quando surgiam novos nomes. Quis sair, não deixámos. Culpou-nos pela convocatória de um seleccionador. Desiludiu-se, provocou a saída e renegou-nos. Pagaram por ela, a saída;foi um transacção e ele é um profissional. Mas o caminho que escolheu foi ir para um rival (pouco me interessa se era só lá ou não que tinha marcado). E no dia em que ganha uma supertaça diz que mudou por aquilo, títulos, uma supertaça que não muito antes havia ganho de verde e branco contra aquele que é agora o seu emblema. A expressão maçã podre - mais uma triste comédia do nosso presidente - seguiu-o e ele ao invés de se desviar preferiu contra-atacar. Podia ter sido diplomático mas escolheu responder ao bettencourt esquecendo-se que pelo meio enxovalhava as mesmas pessoas que o haviam apoiado desde o início. Desejo-lhe boa sorte para a carreira. Espero que não lhe aconteça nada de mal no regresso a Alvalade (assobios são naturais, fazem parte do futebol, mas atacá-lo é só desonrar o próprio público). Acredito até que faça um bom jogo mas só espero que tenha a decência de ser discreto e de respeitar o clube que lhe deu pulso e caso marque. E espero que no final moutinho volte a sair de Alvalade como há alguns meses atrás: desiludido.

Quanto à única coisa que importa, se amanhã vencemos ou não. Só me resta recordar o que disse nos capítulos anteriores e deixar um voto de confiança: Vamos a eles. Alvalade é a nossa casa.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Liga Prognosticos - 12ª Jornada


Ainda não actualizámos a tabela mas a Liga Prognósticos não pára.

Esta semana há Sporting - Porto em Alvalade. Será que o Porto acalma? Será que o Sporting evita o fim do campeonato em Novembro? E o Benfica? Será que em Aveiro, onde há poucos judeus, volta às vitórias?



Venham os prognósticos para esta jornada:

Bossio Rojas

Sporting 1 - 2 Porto
Beira-Mar 0 - 1 Benfica

Claudio Krajl

Sporting 0 - 2 Porto
Beira-Mar 0 - 0 Benfica

Nalitzis Krpan

Sporting 2 - 1 Porto
Beira-Mar 1 - 1 Benfica

Venham daí esses palpites certeiros!Não se esqueçam que acertar no resultado do clássico dá 5 pontos.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Sporting - fócúlporto - Capítulo III

Desta vez não há menos de 72 horas de recuperação, não há viagens de jogadores às selecções pelo caminho, não há muito mais a não ser uma semana simples de trabalho (já a decorrer) para este jogo.

Quando fomos à luz, quando o benfica estava nas lonas, fomos com demasiada cagunfa para enfrentar a cagança. Quando o benfas foi ao antro do papa, também foi já moído. Estes jogos podem-se começar a perder muito antes, se a atitude não for a certa. Por isso é importante perceber que o porto está imbatível, está em primeiro, anda a marcar em todos os jogos e que no fundo isso não conta para nada. Alvalade é o nosso espaço e ali temos de ter sempre a primeira e última palavra a dizer.

O pal serge tem-nos habituado a não repetir equipas. Por isso nesta fase já nem mando bitaites sobre se mantemos o andré santos, se volta para ali o pedro mendes, quantos e que avançados jogam de inicio. E sinceramente nem decidi se queria voltar a ver o Hildebrand a jogar ou se o melhor é deixar o rui patricio à vontade, onde está. Entre as histórias do nosso plantel (izmailov...), o regresso do ex-capitão, as confusões dos nossos dirigentes e a nossa insistente irregularidade, a verdade é que há muitas razões para temer que Alvalade não seja o que deve ser (o nosso palco dos sonhos) e que se torne um lugar de enterro. Mas ao contrário do espírito do Apita-me, desta vez serei apenas politicamente correcto: confio na competência do treinador.

Espero é que por esta altura, naquele balneário, já tenha sido passada a mensagem mais importante: este jogo é daqueles que valem uma época. Não porque o porto mereça mais atenção do que o cucujães - não merece, o cucujães tem um passado mais honesto. Mas sim porque é altura de estancar a sangria (uma derrota coloca-nos a 16 pontos do porto, um absurdo). É altura de ganhar boost e partir para cima. Caso contrário este campeonato está entregue em novembro e o que fica a faltar será pouco mais do que deprimente. E para depressões leoninas já ando eu farto.
Bem dito, Record. Foi uma exibição ridicula, sem chama, sem vontade e sem engenho. Não ganhamos 1 ponto fora de casa. 3 jogos, 3 derrotas. É mau. É muito mau. E não me venham falar do Di Maria e do Ramires porque isso não explica tudo. Os homens simplesmente parecem não quer jogar à bola. Porquê? Não faço ideia mas da forma como os jornalistas começam a fazer a "cama" ao Jesus não me parece que ele fique lá muito mais tempo. Venha dai o clássico. Não quero pensar mais nisto.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Ironias...

É irónico, mas foi mesmo na terra dos judeus que Jesus desapareceu. A crucificação virá bem antes da Páscoa. Talvez mesmos antes do Natal. A ressurreição é que é capaz de demorar.

É irónico, mas o Roberto voltou a portar-se bem. No dia em que o homem começou a jogar criou o maior dos problemas ao benfica: como justificar as derrotas? Quando o bode expiatório se esquiva, o que fica?

É irónico, mas a equipa que ia ganhar a liga dos campeões não venceu um jogo fora. Não marcou sequer fora. Não fosse uma arbitragem amiga em casa com estes mesmos israelitas e o mais certo era nem darem um saltinho à Liga Europa.

É irónico, mas o defesa dos 50 milhões estava lá bem pertinho, em dois golos, e mais uma vez viu a coisa passar. Fosse o Polga, era da mediocridade. Sendo o David Luiz, amanhã continua a valer o mesmo.

É irónico, mas o maior clube nacional, diz o próprio, é também o que mais pontos anda a queimar para o país no ranking da UEFA, diz a realidadee.

É irónico, mas nestas coisas do futebol, às vezes até um catedrático passa por analfabeto.

ma-ma-matheus

Grande Braga.

Depois de já termos visto um par de grandes golos do Lima, ontem foi a vez de voltarmos a ver a velocidade do Matheus. O rapaz já tinha mostrado algum talento. O Braga aguentou e o Matheus marcou um primeiro golo competentemente. mas o segundo, levando consigo três defesas, aguentando a pressão até meter a bola canto, porra, é o tipo de golo que vale um contrato.

[Antes de desencantarmos o próximo Tiuí, o próximo Mota ou outra jogada de bastidores como a do Pongolle, se calhar não era má ideia rever aqueles últimos minutos do arsenal do minho contra a multinacional do wenger]

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Sporting - fócúlporto - Capítulo II

“Não esqueça que o leão é o rei dos animais, até mesmo no futebol!”


[Nota: neste vídeo falta o segundo golo do Sporting]

Há uma saudaçãozinha fascista lá para os 1:48. Resquícios da época. O Sporting do Peyroteo foi coisa para ficar eternizada. Não é da minha geração, mas é memória colectiva. Hoje temos casos diferentes. O nosso avançado em melhor forma é um para lá de surpreendente Postiga, nado e criado para o futebol no porto. No meio campo deles há lá um motor carburado, formado e revelado ao mundo em Alvalade. É coisa do nosso tempo. Mas clássico é clássico. Não há que ter medo do que aí vem. Se eles são quem anda melhor, então é a eles que queremos ganhar. Foi assim que associámos glória ao Sporting. Só assim voltaremos a onde nos sentimos bem.

O Braguita em discussão num post bipolar

Confesso que me deixa bastante contente o triste campeonato que o Braga está a realizar. Nada contra o clube ou a cidade mas, como sabem, não suportou o Pavão Domingos e o bazófias do presidente. Depois de uma época memorável e de um inicio bastante auspicioso (muito bons os jogos com o Sevilha) a verdade é que o Braga está em queda livre. A equipa que queria "discutir o campeonato" está neste momento em 10º lugar a uns míseros 6 pontos da linha de água...

É engraçado como tudo e todos falam do momento do Benfica e do Sporting e ninguém fala nisto: o Braga deste ano nada tem que ver com o do ano passado. Isto para o campeonato, sublinho.

No entanto, na Liga dos Campeões a história é outra. Desejo boa sorte ao Domingos, ao Salvador e ao Braga. Que ganhem ao Arsenal e contribuam com mais pontinhos para o ranking. Era simpático ver uma equipa como o braguita chegar aos oitavos de final. E têm hipóteses. Joguem com cautelas e sem medos. Mas com ambição.

Força Braga!

Sporting - fócúlporto - Capítulo I

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Estupidezes do jogo de ontem com o Sporting

Um membro da Juve Leo rebentou mal um petardo e perdeu três dedos da mão.
Trágico e estúpido.

O Yannick marcou o golo da vitória.
Anedótico e deprimente.



É tudo.

Sorteio da taça da liga

Cá está ela, a fantástica taça da liga

Cliquem nomeadamente nesta frase aqui para ver o link

Mais uma vez organiza-se a coisa de forma a que os três grandes tenham a vida facilitada até Às meias-finais. para depois haver então um ou outro jogo mais público.

A taça que não serve para grande coisa além de se rodar jogadores. Pela minha parte mando à merda as palavras do costinha (que a quer ganhar) e digo já que aqui não vale a pena jogar com jogadores do plantel principal. Que vão os juniores ou uma merda assim. Dêem-na outra vez ao benfas para o lfv se mastubar com a sua versão de verdade desportiva.

Dois pensamentos acerca do jogo de ontem que não vi.

Ontem em Alvalade não estiveram sequer 10 mil pessoas. Cito, do site do Sporting: "Para este jogo os sócios pagam entre os 2 e os 5 euros e os adeptos pagam, entre os 5 e os 10 euros, para qualquer sector do Estádio."

Primeiro, Começo pela mea culpa: não vi o jogo. Não estava interessado, tinha coisas para fazer, como se costuma dizer. Não liguei. Tal como eu, muito mais gente pensou como eu. Não foi ao estádio (e nem sei se o jogo teve assim grandes audiências). Tudo bem que se tratava de uma eliminatória de acesso aos oitavos de final da segunda competição nacional, tudo bem que o paços nunca leva ninguém fora, mas isto é sintomático. Se há alturas (como no recente portugal - espanha) em que os bilhetes são escandalosamente caros tendo em conta o lodo em que o país se encontra, outras há em que não há grande cura. O Sporting não apela sequer aos sportinguistas, tal a desconfiança em que vivemos. Novamente, também é culpa minha, por certo (não duvido do meu amor, mas às vezes esta coisa de amar é puxada). Mas a verdade é que temos - o Sporting e o país - uma generalidade de um futebol que apela pouco ou nada. Ganhamos - Portugal - aos campeões do mundo por 4 a 0 e mal sabemos o que fazer cá por casa. Se pensarmos no ano horribilis que vem aí para o país, nos desequilíbrios que há nas contas, nos estádios do Euro por pagar (e vazios) que ainda há, vale mesmo a pena organizar um mundial (que vai implicar investimento em mais algumas dezenas de campos de treino) quando não sabemos sequer se o nosso futebol chega vivo a 2018?

Segundo, O Yannick marcou. ena. Já é capa no record e tudo. O yannick é provavelmente o jogador mais à benfica que está ali em Alvalade. É jogador-fetiche para uns quantos, tem uma ou outra característica positiva mas no essencial não vale o que dizem que vale. Ainda assim, de certeza que se andasse de vermelho a bola não o "vendia" por menos de 15 milhões.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Cromos para troca - 1


Não há melhor cromo para começar esta rúbrica do que o "nosso" presidente. A ideia? Apresentar aqueles cromos únicos que gostaríamos de despachar da nossa colecção. Assim sendo, cá vai:


"Troca-se cromo Luis Filipe Vieira. Urgência? A máxima possível. No cabaz oferecemos ainda uns pneus porreiros com mercadoria colombiana, 2 pêlos originais do seu famoso bigode à chulo e um livro de bolso escrito pelo próprio entitulado "Como arruinar o bom nome de um clube em 10 actos". Aceita-se pagamento em géneros ou em capital reputação. Excelente oportunidade!"

Portugal - Espanha




Noutras notícias: hoje a leonor pinhão diz que "levar 5-0, como a espanha devia ter levado se não fosse o golo do cris roanldi mal anulado, é resultado que, de facto, só acontece aos melhores do mundo". Discordo. Levar 4-0 ou 5-0 é só uma equipa levar banho de bola da outra porque não joga nada.
Opiniões.

E agora? somos campeões do universo?

Meti ontem o bedelho na Luz para ver Portugal. Crucificado o Queiroz, com o Amândio e o madaíl todos contentes, a verdade é que o mais importante na selecção voltou: equipa motivada, bons jogadores e bom trabalho do treinador. Como em tantas outras vezes a equipa nacional camufla as incompetências directivas da nossa federação.

Antes do jogo houve discursos (percebi melhor o espanhol do casillas, do que o português do Ronaldo; houve também um velhote saído da RTP dos anos 80 a discursar sobre a república e tal.). Houve banda e tempo perdido. O maior estádio português ficou a meio gás num jogo amigável que seria de festa (mas a garganeira federação insiste em ter bilhetes mais caros do que devia em altura de crise). Foi pena, que podia ter havido mais gente a assistir. Apesar de tudo o ambiente foi óptimo (ainda assim tinha uma certa piada termos feito este jogo a 1 de Dezembro).

No jogo vimos um óptimo Ronaldo, um nani que dá espectáculo mas que por vezes se estica demais, um bosingwa muito longe de outros tempos mas a tentar aproveitar o tempo de jogo. Vimos um Carlos Martins, com o seu ar de velho, ainda em boa forma (surpreendente para mim, que continuo a duvidar da regularidade do homem). Um bis do Postiga (fuck yeah ando parvo com ele). Bom futebol. Pouca Espanha (na segunda parte então não havia lá nenhum campeão do mundo). Ah e o Pepe é um monstro a defender. Um monstro.

Ao meu lado na bancada estava um grupo divertido de erasmus espanhóis. Pessoal boa onda, a quem a boa disposição (e o cheiro a ganza) foi abandonando à medida que dilatávamos o marcador. Correu tudo bem, ontem à noite. A dada altura era daqueles jogos em que uma equipa ganha todos os ressaltos e a outra nem um passe acerta. Os espanhóis vieram cá passar. Nós levámos o jogo a sério. E mesmo sendo a feijões a verdade é que mostrámos serviços. Parabéns a nós, mas atenção ao que o PB avisou (rai’s me partam, que já o cito). Não éramos os piores nem agora somos os melhores. Continuem a levar isto a sério e não se ponham com manias de grandeza que isso costuma dar para o torto. Anyway, correu tudo bem.

Olé, olé, olé e olé.

(já agora, o benfas nem tem essa tradição, por isso fico para ver se o coentrão estava mesmo indisponível. Agora o varela não dar para aqui mas dar para alvalade, é coisa típica do patriotismo do fóculporto. Quando se olha para a selecção apenas com interesses mercantilistas, estas coisas acontecem. Essa é a coisa que tenho mais saudades do scolari. Cagava de alto nestes dirigentes "históricos".)

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Pedro Mendes, o santo.

O rapaz é feiinho mas bem sabemos que isso não conta para nada. O Pedro Mendes voltou. Depois de tanta merda inexplicável na sua lesão, como tantas outras coisas inexplicáveis em Alvalade, ele voltou. Experiente, seguro, pouco versátil mas brutalmente eficaz – qualquer equipa gosta de ter um jogador assim, só é preciso dizer “entras”, o rapaz sabe tudo o resto.

Estou convencido que a desgraça do ano passado teria sido ainda mais grotesca caso não houvesse o Pedro Mendes. Discreto, simples e absolutamente profissional, ele tem as características certas para acrescentar algo a este Sporting. E bem que precisamos dele na recepção ao porto. De resto, fico contente, na Liga Prognósticos ninguém acreditava na vitória do Sporting (confesso que também tive muitos medos) mas tudo correu bem e justamente. Coimbra é bom sítio para nós (não perdemos lá há quase duas décadas) e neste momento bem precisados estávamos de uma vitória para nos acalmar o coração.

De resto, mais um sorriso-de-quem-confia para o Valdés, que ali no meio se tem dado muito bem, e uma vénia ao Vukcevic, que anda a jogar muito (ai se ele metesse regularidade em todo aquele potencial…). Ganhámos. O Pedro voltou. E hoe até estou com vontade de voltar a ver o Sporting em campo. Como as coisas têm sido nos últimos anos, espero apenas que não seja outra vez sol de tão pouca dura.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Liga Prognosticos - 11ª Jornada



Pois é o Benfas perdeu 5-0 com o Porto. E como este era um resultado esperado toda a gente somou 5 pontos! Ah... espera...




Venham os prognósticos para esta jornada:

Bossio Rojas

Académica 1 - 1 Sporting
Benfica 1 - 0 Naval
Porto 3 -0 Portimonense

Claudio Krajl

Académica 1 - 0 Sporting
Benfica 1 - 1 Naval
Porto 2 -0 Portimonense

Nalitzis Krpan
Académica 1 - 2 Sporting
Benfica 2 - 1 Naval
Porto 3 - 0 Portimonense


Estes são os nossos... E os vossos? Venham daí esses palpites certeiros!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Zangaram-se as comadres...

Zé Diogo Quintela (zdq) e Ricardo Araújo Pereira (rap) vão deixar de escrever para a bola (aquela merda) após polémica que também envolve o Miguel Sousa Tavares (mst).

Basicamente houve uma crónica censurada do zdq sobre o mst. zdq não gostou do que aquela merda fez sem o avisar e saiu. rap segiu-lhe as pisadas, alegando solidariedade. isto podem ler aqui, no Record, que cheirou logo a história.

A crónica completa do zdq está no Sporting Apoio.

Pessoalmente, nesta "coisa democrática" que ainda baliza os nossos direitos, sou o primeiro a defender o direito que o mst tem de ser burgesso. caga milhares de caracteres e a cada 100 mil lá se encontra qualquer coisa de suportável. De resto, acho-o medíocre (com um décimo do talento da mãe para a escrita e para aí metade do talento do pai para o jornalismo). Diz bacoradas (ainda me lembro de um "não trocava dois nuno gomes por um helder postiga" - comparação absurda, mais hilariante agora que o postiga está em alvalade e até se lembra de marcar golos), atira bocas, cita fontes meio moídas e tem os argumentos mais hilariantes para falar das histórias mal contadas de corrupção do porto - alguns argumentos que nem o próprio papa usou, tal a vergonha. atira bocas a tudo e todos, acha-se um supra-sumo, mas estilisticamente é banal, banalíssimo. Teve até recentemente oportunidade de voltar à televisão mas quando lhe apareceu um entrevistado como o sócrates pela frente borrou-se todo.

Resumindo: é uma merda, o que não quer dizer que de tempos a tempos não arranje tempo para ler a crónica dele n'a abola - e até achar piada a uma ou outra boca que manda. Mas, ele tem o direito de escrever e existir. tal como o zdq, sportinguista anafado de ligeira piada que viu aqui o seu texto amputado. Essa merda é censura mas como se trata daquela merda de jornal estou até disposto a aceitar que não se trata de bruta censura ou facciosismo mas simples burrice e incompetência inata (vêem como eu sou meiguinho e objectivo com a bola?). O que a bola fez não se faz e é por isso que linko aqui o texto do zdq.

Ele tem razão. Ponto. Se não o respeitam como cronista (e respeitar palavras de um cronista é o ponto principal desse respeito pelo trabalho de uma pessoa), ele deve sair. E efectivamente sai por cima. O rap alegar solidariedade é coisa que tenho de aceitar. Sinceramente assusta-me que um tipo cheio de piada e tão inteligente se transforme em monstro verborreico quando se trata de futebol. Mas um gajo que dorme com a camisola do clube quando este perde, bem, é coisa que respeito mas que não compreendo - o amor por uma coisa não tem de ser lúcido ou ter sentido, mas convém não ser assim tão estúpido. Claro que também tenho pena de não saber que piadas é que ele tem para o enrabanço super-verde de que o santo-jasus foi vitima lá no norte.

Quanto ao mst, confesso que tenho curiosidade em saber o que ele diz sobre isto (mas isso é mais gosto meu pelas tricas). No fundo foi mesmo aquela merda de jornal que voltou a fazer das suas. Se num local de trabalho onde é suposto haver jornalistas (quer dizer, é a bola, mas devia haver!) não há respeito por palavras, ainda para mais quando será sempre o próprio cronista a assumir as suas responsabilidades, então não há grande esperança. São medíocres e medíocres serão. Para meu gozo, amanhã volto a lê-lo, afinal de contas é o dia da crónica da pinhão. essa certamente terá piada. E seria bué giro caso um dia ele (sim, ele) tivesse tricas com o mst. leonor pinhão e mst a debater cenas: provavelmente a discussão mais sebosa do mundo.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

SCP: Uma anedota.

Quando a única forma que um clube encontra para entreter os seus adeptos é através da tragicomédia, não há muito a dizer. 2 - 0. Várias oportunidades para fazer o terceiro. Até uma oferta tiveram do árbitro (possivelmente a compensar os golos falhados). E merda. Estava descansado e em 10 minutos destruíram tudo. Mérito para o Maniche, um perfeito burro, desejoso de limpar amarelos para jogar com o Porto (pode ser que te fodas e não jogues mesmo), uma segunda parte anedótica, um equipa pasmada e um treinador em pânico, sem ninguém saber o que fazer. Perdemos. Merecemos, como quem se põe a jeito para apanhar no rabo - e consegue. Esperemos ao menos que o cara-de-cão-Maniche - a quem tenho dado todo o tempo necessário - tenha tido direito a reforma antecipada.

Espero também que a trupe de banqueiros que manda em Alvalade esteja feliz, com a mediania de um clube que se esforça por ser bem comportado nas contas, sempre pronto a não incomodar ninguém em campo. Amanhã falamos mais. Agora vou ver o Dia Seguinte. Quero ver o cabrão que representa o benfas a engolir sémen como uma puta tailandesa. E quero ver se o Dias Ferreira se passa da cabeça com a mesma facilidade com que se revolta com o jornalista porque lhe deu menos dois minutos ou falou da AG leonina.

Podem falar de árbitros, azares, expulsões e tudo o mais. Se não temos um par de tomates e mais do que dois neurónios, não se consegue melhor. Aquela debandada ao minuto 89? É esse o futuro que estas crianças mimadas e casmurras nos querem dar.

P.S. 1: parabéns ao machado e ao guimarães. Com lipoaspirações e machadês, esquecem que está ali um dos treinadores mais competentes do nosso campeonato. Talvez este guimarães faça o que o braga fez o ano passado.

P.S. 2: se há umas jornadas atrás se percebia que o porto já tinha equipa para ganhar esta merda, não se entende o esforço que andamos (nós e os vizinhos ali do lado) tão empenhados em oferecer o campeonato quanto antes.

5 golos.

5 dedos. 5 unhas do Jesus que deveriam ser arrancadas com uma rebarbadora.
Parabéns ao porto pela vitória de ontem e pelo campeonato.

Vamos nos vendo por aí.

Pois era, Jesus. Pois era.



Ide em paz.

U mad?




O que se viu ontem foi a maior vitória do porto de sempre ao Benfica em casa e, paradoxalmente, a confirmação de uma data de problemas estruturais e conjunturais no Benfica que se ouvem entredentes por este ou aquele comentador desportivo, este ou aquele adepto lampião mais consciencioso, e por todos os outros não-benfiquistas, por medo da repetição do ano passado ou mero objectivismo. Viu-se também uma outra confirmação: a do Villas-Boas como Treinador.

Comecemos pelo início – e que os jornais como a Bola estão a fazer questão de salientar – esta foi uma vitória do Porto e uma derrota gigantesca do Benfica, exacerbada pelos erros táticos do Jesus e pela falta de chama dos benfiquistas. Acima de tudo, acho que foi uma vitória do porto a vários níveis: animicamente, conseguimos aguentar muito, muito bem o embate e a pressão das últimas semanas, as jogadas de poder, a maledicência. Jogámos também muito, muito bem: começando na defesa o maicon e o rolando estiveram soberbos (também não foi difícil… o Benfica fez dois ataques com perigo à baliza do porto, descontando as bolas paradas, no jogo todo), bem como o sapunaru, embora um pouco apagado como é seu apanágio. O guarin, a meu ver, ao contrário do que tenho lido, aguentou-se muito, muito bem. Depois para a frente, enfim, foi uma loucura. O Moutinho fechou aquele meio campo todo, dando espaço e distribuindo jogo para o belluschi ou o Varela, para o hulk directamente a ir buscar jogo atrás ou mesmo até para o falcão a desmarcar-se dos centrais (ainda viu dois foras-de-jogo logo ao início, um deles bem, bem duvidoso…).

O jogo foi um sonho para nós e um pesadelo para a melhor equipa da champions a par do Barcelona. Vi logo o que o Jesus tinha pensado: partantos, o hulk vai ali pela nossa esquerda e partantos eu tenho que blindar bem aquilo parque dapois da outro lade a nossa malta faz as suas cenas. Quem é o melhor defesa? É o simba. Simba, pa defesa esquerdo. Não tens rotinas? Tens sim sanhora que jogas no Benfica.

Custou ver. O David luís a defesa esquerdo, ou caía para o meio(e foi assim fácil ao hul e ao belluschi comerem-no pelas alas), ou simplesmente não conseguia acompanhar. E o rod steward foi AINDA mais estúpido porque se esqueceu que o Varela e o hulk se os chatearem trocam de flanco, coisa que aliás o villas-boas fez. Mas a dada altura voltaram para o mesmo sítio, uma vez que estava a ser fácil demais, de qualquer modo.

Enfim, foi tudo muita lindo, não foi? O um-zero e o dois-zero e o trezazero vieram com tanta naturalidade que quase magoava olhar para o benfiquista que me tinha cedido a sua sportv. O casmartins só de bola parada (e depois nem isso) é que ia lá; o aimar era tão bem anulado que só o focavam em desespero. Javi quem? Etc etc etc.

O resto, foi o que se sabe. Mais domínio, uma expulsão merecida, um penalty por marcar a favor do porto (aquela mãozinha, hem, aquela mãozinha que o Proença não viu?), um frango para o roberto, um penalte (e este sim) bem marcado e o hulk a mandar um petardo a 110 à hora, para matar o jogo. Podiam ter sido seis. Podiam ter sido 7. mas ficamo-nos pelo “high-five” que já não é mau, e pela esquizofrenia autística em mandarem o roberto pa flash interview, no final do jogo – sabem, aquele que é considerado frangueiro que mamou cinco golos. Perfeitamente natural.

O resto, são ilações que se podem tirar. Para o porto, que somos melhor equipa que o Benfica no geral (mas mesmo porra) e a melhor equipa do campeonato em particular. Com o benfas, vai ser o mesmo de sempre. Muita parra, pouca uva: uns vão dizer que é do presidente, outros das invenções do Jesus, “a culpa é do rui costa e dos reforços que aceitou ir buscar”, o porto rouba, isto também é tudo uma máfia, a culpa foi do César Peixoto.

Em tudo isto estou certo que reflectirão quando voltarem para casa no seu autocarro alvo de supina escolta policial. Com um vidro partido.

Para começar, gostava só de abrir as hostes:

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Antes do clássico

O benfica armou-se em esperto com o Lyon a acharem que semos os maiores e só não levaram mais na peida a jogarem contra dez porque o jogo acabou cedito. O porto armou-se em esperto por parte do villas-boas e pensou “foda-se, deixa-me lá dar uma chance ao rodriguez que isto já está no papo”. No papo pa caralho, ó André. O cebola anda completamente alucinado. Não sei quantos jogos sem jogar e deixa-se cair na provocação do turco já com um amarelo? Foda-se isto num jogo a sério eram 3 chapadas. Enfim, o que vale é que não somos o Sporting. Nada de mais veio com aquela expulsão. Só o empate, e a qualificação a sério, pelo menos com o segundo lugar assegurado. Notas: o ottamendi está central. não o recomendo como titular domingo uma vez que o maicon e o rolando já conhecem melhor o benfica. ruben micael, a descomplicar o jogo e a fazer passes soberbos, por mim jogava quase sempre, embora seja difícil compreender qual será, entre moutinho, belluschi e micael, a melhor dupla. são jogadores completamente diferentes. nota final para walter e sousa: na descoordenação que vinha do meio campo, era completamente impossível mostrar rotinas. safam-se, por hoje. mas continuam com estatuto, bem merecido, de suplentes. ainda não chegou a hora.

Enfim, isto têm sido umas boas semanas. O porto ganhou no meio do batatal contra a académica, o roberto voltou a mandar um frango (ainda há esperança na humanidade) e o LFV foi alvo de buscas ás suas casas por suspeitas de burla. Inocente até prova em contrário, só espero que a Justiça se faça, mas convenhamos: o homem é do Benfica. Está tudo dito.

Vem aí é o clássico. O bossio vai ver o jogo com a família, enquanto que eu e o nalitzis vamos cagar na família e ver o jogo rodeado de adeptos: num café com ecrã gigante. Honestamente, o receio é temperado pela observação da boa forma da equipa do porto; o medo de ter arbitragem tendenciosa que arruíne o jogo ou nos tire o mérito da vitória não me interessa. Quero ganhar sem espinhas, por vários a zero, contra os gajos para perceberem que, por mais que se queixemc das arbitragens, perderão e perderão bem este jogo e o campeonato. E se perdemos ou empatarmos? Estou-me bem a cagar que ainda ficamos a 7 ou a 4. fodam-se.

Alguém ouve falar destas coisas?

Aconteceu há menos de uma semana. Numa altura em que tantas histórias têm surgido sobre dinheiro (muitas vezes nosso) ma gasto em Portugal, não deixa de ser irónico que estas coisas aconteçam e passem discretas. Não houve um único canal de televisão, um único jornal desportivo e praticamente nenhuma jornal a dar atenção devida (se é que deram alguma atenção que fosse) a isto:

http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2010/10/28/revista_s_bado_revela_buscas_d.html

Estamos a falar do presidente do benfica, a ser investigado pelo desaparecimento de 14 milhões de euros - ainda para mais a um banco que deu barrete e que nos pode assombrar verdadeirametne. Depois venham cá pedir mérito ao clube do regime. Conversas numa AG em Alvalade dão para capas explosivas. É incrível como se fala de guerra em Alvalade por tudo e por nada, e depois ninguém é capaz de constatar o óbvio: há gatunos no futebol a ser investigados pela polícia e não há entre eles um que seja ligado ao Sporting. Mas não. O clube do regime tem a comunicação social subserviente a protegê-lo. E estas coisas passam incólumes, camufladas, porque o importante é proteger o clube dos "6 milhões". Isto é moralmente criminoso, antes de tudo o mais. E vai muito além de futebol. Mas infelizmente cá as leis são feitas para uns: os outros fazem o que lhes apetece. Seriamos só corruptos se no meio disto houvesse jornalismo desportivo a que se pudesse chamar jornalismo, mas não há. Há comentadores, relatadores, chicos-espertos e putas. E dá para ver de que cor são os clientes destas putas.

Liga Prognósticos - 10ª Jornada



Os 3 grandes ganharam. Será que isso teve efeito na classificação?




E agora os prognósticos desta semana:

Bossio Rojas

Porto - 1 - 2 Benfica
Sporting 2 - 1 V.Guimarães

Claudio Krajl

Porto - 2 - 0 Benfica
Sporting 0 - 2 V.Guimarães

Nalitzis Krpan

Porto - 3 - 1 Benfica
Sporting 2 - 1 V.Guimarães

E vocês? Qual o vosso prognóstico para o jogo grande desta jornada? Irá o Porto continuar vitorioso? Conseguirá o Benfica oferecer a 1ª derrota aos azuis? Não se esqueçam que quem acertar no resultado ganha 5 pontos! E da forma como isto está renhido quem acertar pode conseguir uma vantagem significativa! Ah... parece que uns gajos vestidos de verde também jogam. Se quiserem façam também o vosso palpite. É convosco!

[resmungo]

Obrigadinho aí, Abel. Dois jogos seguidos bons? bah! quem precisa disso, né? Bem se a lógica das últimas semanas imperar, agora a coisa inverte-se. Mau resultado europeu, bom resultado nacional. Esperemos que sim, que esta jornada poderá ser perfeita para nós. Com o bom rapaz Abel no banco, claro.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Prémio melhor 1ª página do mês!

ah ah. foda-se.

Desejos encarnados para o Porto-Benfica

Pois é, como já vem sido hábito aqui ficam os meus desejos para o clássico do próximo domingo

  • Que o Roberto não borre a cueca;
  • Que o Jesus não tenha a INFELIZ ideia de por o Peixoto a defesa esquerdo contra ... o Hulk
  • Que o único "SMASH" que o Hulk faça seja à cagança dos azulinhos
  • Que o Aimar não volte a cagar fininho e falhe o jogo
  • Que o David Luiz se deixe de merdas e seja mais prático a jogar a bola
  • Que os dirigentes do Benfas paguem os prémios que devem para ver se a malta anima
  • Que não seja preciso falar do árbitro na segunda-feira
  • Que o Kardec marque pelo menos mais 1 golo do que todos os que Cardozo já marcou ao Porto (para os mais distraídos foram 0)
  • Que a maçã podre crie bicho
  • Que seja um belo jogo de futebol
  • Que o Villas-Boas vire de novo dama-ofendida histérica para nos rirmos um bocadinho
  • E que depois desta jornada fiquemos a "apenas" 4 pontos do Porto

Ah!!! E Amanhã há prognósticos! Não faço puto ideia do resultado que colocarei...

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Um Benfica bipolar

É verdade, o jogo de ontem teve uma característica muito especial: conseguiu mostrar-nos o melhor e o pior benfica deste ano. Vamos armar-nos em comentadores à séria e fazer uma análise à coisa.

O melhor
Os primeiros 75 minutos sem dúvida. Finalmente, quase 4 meses depois de começar os jogos a sério, reconhecemos o "campeão" neste Benfica. Mesmo com o Aimar de fora, conseguimos construir jogadas fabulosas pelas alas e pelo meio em virtude de ataques rápidos e esclarecidos. Qual foi a diferença deste jogo para os outros? Duas razões: a quantidade de passes falhados diminuiu significativamente e tivemos um tridente ofensivo que jogou no sítio certo: Fábio Coentrão à esquerda (já lá vamos), Carlos Martins ao meio e um surpreendente Sálvio à direita. Paralelamente, o próprio Carlos Martins andou várias vezes em tarefas defensivas, equilibrando as forças do meio-campo com o incansável Javi. Coube então ao Saviola descer um bocadinho (como tem sido habito) para dar apoio às transições ofensivas (algo que ele costuma fazer bem). Por último, a nossa defesa também esteve a um bom nível (nos primeiros 75 min). O Luisão, sem um pingo de elegância, continua a cortar inúmeras bolas e jogadas de ataque, e o David Luiz equilibra grandes momentos com outros absolutamente palermas. Em termos de destaques individuais só resta dizer que o Fábio Coentrão é um jogador do caralho! Ah! E há que dar o mérito a quem merece: se não fosse o Jesus, o Fábio ainda estaria a jogar como extremo numa Naval ou Rio Ave.

O pior
Os últimos 15 minutos. Como é que é possível sofrermos 3 golos num quarto de hora? Quando já estávamos a ganhar 4-0 e poderíamos impressionar, pela exibição e pelos números? Jara e Felipe Menezes foram substituições normais (Carlos Martins estava exausto e no ndomingo temos o Porto) mas estes burgessos pura e simplesmente não "entraram" em campo. Conclusão perdemos o meio-campo, e foi uma enxurrada de bolas para a nossa área. Se a isto somarmos o sonambulismo dos nossos defesas e um guarda-redes que pura e simplesmente não sabe sair da baliza está explicado. Foi mau demais. E estou convencido que se o jogo tivesse mais 10 minutos eles chegariam ao empate.

Situação Actual
Com esta vitória ficamos ainda em 3º no grupo mas agora só dependemos de nós. Se ganharmos ao Shalke temos a passagem aos 8 avos bem encaminhada. Bastará somar pontos em Israel pois o clube do Raul ainda tem que ir à casa do Lisandro.

E pronto é isto. O jogo de Domingo? Isso fica para amanhã!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Benfica: uma semana decisiva

Pois é, caros amigos, esta semana decide-se muito do futuro do Benfica e do sucesso ou fracasso desta temporada. Comecemos pelo jogo do Lyon.

Se não me falha a memória, acho que ainda não comentei aqui a campanha europeia do Benfica. No entanto, se tivesse que resumir tudo em poucas palavras escolheria as seguintes: falta de pragmatismo. Jorge Jesus é um bom treinador que tem como principal virtude, na minha opinião, conseguir galvanizar os jogadores e uni-los ao redor da equipa. No entanto, ao nível de tácticas JJ tem pouco de "mestre". Falta-lhe escola europeia. Jogar com o Lyon ou com o Shalke fora não é a mesma coisa que visitar o Naval e o Rio Ave. Isto parece-me simples. Como tal, não podemos entrar de peito feito a atacar que nem loucos, deixando o nosso meio-campo vulnerável aos contra-ataques e ataques rápidos. Povoar o meio-campo, jogando, por exemplo, com Javi Garcia e o Airton, sempre me pareceu uma hipótese bem melhor do que jogar com dois avançados. Na Liga dos Campeões um empate fora é um bom resultado. O querer ganhar só por que sim, não preparando a equipa para tal, é tão ridículo como afirmar que ninguém joga como o Benfica no Mundo ou que iríamos ganhar esta champions. Assim sendo, o que se pede é que JJ prepare a equipa com alguma prudência. Até porque se não ganharmos este jogo devemo-nos ficar por aqui na Champions.


Quanto ao jogo de Domingo, quer me parecer que se também não ganharmos podemos dizer adeus ao campeonato. Temos que ser francos: o Porto é a equipa que melhor joga em Portugal neste momento. É indiscutivel. A equipa do Villas-Boas soube aproveitar o empurrãozinho dado pelas arbitragens nos primeiros para construir uma dinâmica avassaladora. Assim sendo, não será nada fácil ganhar no Dragão. Aliás, se o conseguirmos seremos a primeira equipa este ano a derrotar o clube azul e branco. Vai ser difícil, mas os jogadores do Benfica tem que entrar em campo com noção de que se perdermos já fomos. É toda uma época que se hipoteca à 10 jornada.


Concluindo, se não ganharmos os próximos 2 jogos caminhamos vertiginosamente em direcção ao fracasso desportivo. Se os ganharmos pode ser o trampolim que a equipa necessita para se exibir ao nível do ano passado. Sim, porque semelhanças com a equipa anterior são apenas meras coincidências.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Liga Prognósticos - 9ª jornada



Mais uma jornada, mais uma tabela. A lilidacal deu um pulo, ganhando 7 pontos. Eis o ponto de situação



E agora os prognósticos desta semana:

Bossio Rojas

Benfica 2 -0 Paços de Ferreira
Académica 1 - 2 Porto
U.Leiria - 0 - 1 Sporting

Claudio Krajl

Benfica 0 - 0 Paços de Ferreira
Académica 0 -3 Porto
U.Leiria -1 - 0 Sporting

Nalitzis Krpan

Benfica 2 -1 Paços de Ferreira
Académica 1 - 2 Porto
U.Leiria - 1 - 2 Sporting



E vocês? Será que os 3 grandes ganham antes do clássico Benfas-Porto? Venham dai esses palpites. Não se esqueçam que há prémio para o vencedor.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Explique-me lá o que se passa, sotôr.

Num não muito longínquo reinado de camacho no benfas, o clube passava boa parte do tempo com pessoal lesionado. Havia confusões no departamento clínico e - explicaram-me mais tarde - o preparador físico do benfica era um espanhol com formação no atletismo. Os treinos não eram devidamente pensados para uma equipa de futebol. hoje em dia, a corridinha à volta do campo seguida da peladinha da praxe não é uma receita vencedora. É só oca. Vão perguntar ao mourinho se os garotos dele trabalham sem bola, se fazem sprints de 100 metros (ridículos), ou de 20 ou 30 (sprints que efectivametne farão no decurso de um jogo).

Como sei que o pal serge até teve umas aulinhas de treino e percebe um pouco disto, não estou a imaginar o Sporting a cometer erros consecutivos no treino. Quer dizer que se há tantas lesões podemos assumir que é um tempo de azar? Ok. Em parte, sim. Mas se há lesões que demoram e demoram a ser debeladas... Sejamos honestos, o izmailov ainda não é o caso perdido (fisicamente, no clube já é outra história) que era o pobre do mantorras. Mas quando se vê a trapalhada que foi o pedro mendes ser operado bem depois do que devia - com a equipa a suportar a sua ausência jogo após jogo, a vontade que há é de perguntar, Foda-se, que merda andam para aí fazer? Temos um departamento clínico de gente competente ou anda para lá pessoal a passar-se por médico? É que querer ganhar jogos mas andar com uma data de gajos fora das opções imediatas não é coisa que funcione.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Uma perguntinha ao cuidado da FPF

Se não pudermos receber o Mundial de 2018, porque se provou que nos metemos em negociatas com o Qatar, será que então já será boa altura para limpar o cheiro a velho que empesta a nossa ilegal federaçãozeca?

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Liga Prognosticos - 8ª Jornada



Pois é, em jornada de jogo grande o Kitnoce passou-se, fartou-se de fazer pontos e passou para a liderança. Eis a tabela:



E agora os prognósticos desta semana:

Bossio Rojas

Sporting - 2 - 0 Rio Ave
Portimonense - 0 - 1 Benfica
Porto - 2 - 0 Leiria

Claudio Kralj
Sporting - 2 - 0 Rio Ave
Portimonense - 0 - 1 Benfica
Porto - 2 - 0 Leiria

Nalitzis Krpan
Sporting 3 - 1 Rio Ave
Portimonense 1 - 2Benfica
Porto 3 - 0 Leiria



Deixem já os vossos prognosticos! Palpitem, meus meninos, palpitem

a jornada europeia

No dia em que o real madrid entrou em campo com 3 tugas (um naturalizado), mais um tuga a treinar e com um árbitro tuga em campo, o braga ganhou pela primeira vez na champions - ironicamente só com um tuga em campo. ontem, os arruaceiros foram à turquia jogar com arruaceiros. houve expulsões e tuiveram a sorte de jogar contra uma equipa desfalcada dos dois melhores jogadores (guti e quaresma). se o porto tivesse de jogar sem hulk e falcao, a quem ganharia?. mas pronto, jogo é jogo e mereceram ganhar. ontem também, a equipa mais portuguesa do país entrou em campo com um alemão, 2 brasileiros com dupla nacionalidade, um brasileiro naturalizado e 7 tugas nascidos por cá (o maniche do bairro da boavista está incluido neste lote). Mais uma vez jogaram mais portugueses num só jogo do Sporting do que em todas as outras equipas tugas que jogaram na europa. se ainda há selecção e se ainda há esperança no futebol português, o mérito é praticamente todo do Sporting. Não precisam de agradecer. De qualquer das maneiras, em 3 jogos europeus, 3 vitórias. Pena foi aquela sucursal sul-americana, liderada por um manhoso de bigodes e um chungoso de laca. Infelizmente são também representantes nacionais na europa do futebol. Têm garganta (afinal de contas há dois meses iam ganhar a champions; há 4 dias jesus avisava que jogavam como ninguém no mundo). Mas começam agora a perceber que não têm equipa para tanta garganta. Apesar de tudo, parabéns por terem evitado a humilhação. Menos garganta agora e um bocadinho mais de esforço para ver se ganham pontos para o futebol tuga, que bem precisa.

Voltando ao Sporting, agora vem aí campeonato. Esperemos que a pausa nos tenha feito bem. Mas se há coisa que esta época me ensina é que tratamos a irregularidade por tu. Mas vamos ter fé. Nesta fase acho que o Sporting ganhe a liga europa e desça de divisão. É coisa de bipolares, é verdade, mas este Sporting anda assim. Mas vá, ontem foi grande noite em Alvalade. Já merecíamos. Parabéns à garotada que jogou.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Ozil manda o Proença ao chão



E a questão que se coloca é: não dava para lhe dar também um pontapé na boca? Dois dentinhos partidos não faziam mal nenhum.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Vem aí pinheiro?

Hoje acordei com a dica (conseguiu escapulir-se por entre a catadupa de notícias sobre o desmantelamento de Portugal) de que o pinheiro será o Zigic. O tipo é um jogador brutal. 2,02 metros, sem ser o gafanhoto do Crouch. O Zigic efectivamente sabe jogar, é eficaz e tem marcado por todo o lado. Deixei a coisa passar. à hora de almoço, na companhia de outro sportinguista, Zigic surgiu.

Então é este o pinheiro?
NK - Parece que sim.
E é bom?
NK - É, sim senhor
Então se calhar já não vem...
NK - Pois...

É triste mas nesta fase ando (não sou único, é certo) com demasiado descrédito. Que venha a taça e um pouco de futebol de jeito. Vamos lá ganhar jogos, seja qual for o pinheiro que vier aí.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

É sempre a mesma merda.

O barbas da fpf vai recandidatar-se a um cargo que nunca se percebeu se alguma vez chegou a desempenhar, a nortada faz birra quando lhes mostram escutas e o clube que um dia matou um adepto do Sporting, que um dia esfaqueou um adepto do Sporting depois de uma humilhante reviravolta, que um dia incendiou um autocarro da nortada, que um dia apedrejou famílias num jogo de juniores, vem pedir segurança. Falem respectivamente com a garrafa de bagaço, os árbitros amigos e o vosso steward especialista em túneis. Ponham, respectivamente, um dildo preto, um dildo azul e um dildo vermelho pelo cu acima.

Depois admiram-se que o futebol nacional seja a mesma merda que a política e economia cá do burgo. Há criminosos a fazer queixinhas de criminosos e muito engravatado hipócrita a defender a conveniência. Só dão é vómitos. Todos eles. Vómitos.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

É dor de corno, tenho de confessar.

Vejo o Nani a jogar de forma absolutamente brutal, vejo o Carlos-mimado-Martins, o João-maçã-podre-Moutinho (pau para toda a obra no tempo em que vestia de verde e branco) e aquilo funciona. O Paulo Bento está no banco, há uma tareia de pessoal que passou pelo Sporting nesta equipa e eles jogam. E bem. E vencem.

Um ano de ausência talvez tenha dado ao Paulo Bento a tranquilidade de que tanto falava (é menos teimoso, a equipa é incisiva e o futebol até é bom de se ver jogar). Criaram oportunidades, lidaram bem com o susto e até admiro o omnipresente Ronaldo, que nos últimos dois jogos tugas teve uma infeliz lesão e consequente recuperação milagrosa (teve de falhar dois jogos, e coitado foram logo os dois da selecção). Está lá muita coisa com um timing e uma postura diferente – podia ter sido outro Sporting, o meu, mas a descida aos infernos continuou então e os mesmos que não conseguiram mais em Alvalade andam agora a conseguir noutro lado. Olho para o banco e está lá o incompetente Amândio. Na bancada, o Madaíl volta a ver a selecção jogar. Talvez tenha estado a beber uns copos antes. O que é certo é que tem 65 anos e continua a ser o mais novo de uma federação medíocre que teve direito a mais um balão de oxigénio. Em campo, a minha selecção camufla a mediocridade. Em casa só penso que esta boa vitória acarreta muitas dúvidas e mais algumas revoltas. Torço pela vitória deles lá naquele país que foi à falência e que mesmo assim parece melhor do que o nosso. É uma vitória e vai saber bem. Mas não consigo deixar de sentir algum sabor agridoce. É dor de corno. Só pode ser isso.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

A "festa" continua...

Agora vão brincar com a Academia, a ver se rende mais uns milhões. São mais umas espectaculares manobras financeiras que, aos leigos da coisa (aqui como o je), só dão calafrios. brrr estou naquela fase em que prefiro que não façam nada (pssst, tá quieto, pá!) . A apetência que esta direcção tem para foder tudo à sua passagem faz-me pensar até que ponto o Sporting é patriótico. Cá estamos nós, na merda, em perfeita sintonia com o país político e social: todos no mesmo bailado de manhosos, incompetentes ou pura e simplesmente ingénuos. Já agora, por quanto é que vão despachar o Izmailov? O rapaz se tiver sorte ainda vai a tempo de ser campeão... pelo fóculporto. E nós cá de baixo a vê-los ir alegremente.

Quo Vadis, Sporting?

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

xau aí, Ruizinho

Não suporto o Trio d'Ataque. O Rui Moreira parece-me o típico pavão do norte, homem de negócios, trodo machão, muito portista e muito arrivista. O Oliveira e Costa é só inconsequente (como as sondagens que ele faz pró-PS), de uma confrangedora irrelevância. E o António Pedro-Vasconcelos é só idiota (a paranóia dele com "a equipa da semana", jasus - é bem pior que a mediana dos filmes dele).

Ao que parece no último o do norte deu uma de Luís de Matos e pufff, desapareceu sem deixar rasto, em directo (proeza que até o Copperfield e o Houdini admirariam). Foi um fartote. Passamos de ah isso das escutas é no passado (como se isso camuflasse por completo a vergonha. exemplo xunga: os nazis que se safaram À queda do regime deixaram de poder matar alegremente judeus, não quer dizer que tenham deixado de ser sanguessugas nazis). Agora se se fala nisso corre-se o risco de falar para o ar. Do outro lado o argumento para o debate começa a ser: não estou, não sei, não quero falar sobre isso. Aqui no Apita-me, o Claudio não evitou o tema (leva pontos por isso; perde pontos por não começar o texto a dizer "Pinto da Costa é um gatunão que benzadeus"). Mas na televisão o desplante parece ser total.

Fica o vídeo da fantochada, para desonra do Rui (é que se ele bazasse só porque o AP-V é insuportável, aí estava com ele. Assim é só birra, a la villas-boas):

Aviso à população!

Senhoras e senhores, anda por aí um individuo perigoso, que ameaça explodir feito puto mimado quando as coisas não correm bem. As autoridades não sabem se está armado mas que o tipo tem cara de mau e feitio de ditador isso não se nega. Se o virem tentem evitá-lo e informem as autoridades, para que estas possam administrar a medicação necessária. Caso não seja possível fugir das suas garras limitem-se a concordar com ele "é isso, andré, foste totil roubado e coiso. vergonha que nem um penalti se ofereceu.". Atiçá-lo a objectos vermelhos será também uma boa forma de o distrair para que se possa encetar a fuga. Façam o que fizerem devem evitar dizer verdades com o sujeito por perto. Recordamos que é perigoso e pode estar armado.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Então e desta vez qual é a desculpa?

Quando virem por aí uma equipa verde e branca com um passado de respeito, avisem-me.

As escutas e o Porto.

Desde há muito defendo que o Pinto da Costa se devia ter demitido da presidência do Porto. Estas escutas que saíram ontem não mudam nada. Defendo que se devia ter demitido ou a) quando o porto ganhou a liga dos campeões, ou b) quando as primeiras escutas saíram e se viu implicado no ressuscitar do apito dourado.

É bom que se vejam as coisas com alguma atenção ao pormenor e visão fria, clubismos à parte. Temos um processo aberto e arquivado3 vezes por falta de provas – ou seja, fundamentação de matéria de facto para a acusação – em que a terceira vez que foi aberto se deveu às declarações de uma puta vertidas em “livro” que viram-se, mais tarde, terem sido completamente enfabuladas; enfrenta agora a mesma processo-crime nos tribunais criminais por perjúrio, entre outros crimes. Processo esse aberto contra o presidente do Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa.

Duas conclusões podemos retirar disto: a primeira, é que não é normal um processo ser aberto três vezes para 3 vezes ser arquivado; e, aí, podemos ficar com a aura de suspeita contra o sistema processual penal e da ideia de que existem interesses – clubísticos ou outros – em tentar prejudicar o presidente de um clube ganhador; ou por outro lado, podemos ficar com essa mesma aura de suspeita contra o sistema processual penal por existirem interesses que arquivam um caso já aberto 3(!) vezes contra alguém – o que não é normal, mesmo num sistema com a presunção de inocência. Pela minha parte, talvez seja um pouco de ambos, e ambos com bem menos relevância do que as pessoas lhe dão.
A segunda conclusão que podemos retirar é que são já vezes demais – sempre absolvido ou não, com escutas ou não – que um presidente é envolvido em escândalos com árbitros. E aí, para bem do saneamento deste mundo porco e sujo que é o futebol, só a demissão restaria só restaria aos honrados – mesmo aqueles que sabem ser inocentes. A figura máxima de uma instituição que tanto significa em Portugal e no estrangeiro (admitamos) não se pode compadecer com a certeza da sua própria inocência. O Porto será sempre mais que ele e a ambição máxima dos seus dirigentes deve ser respeitá-lo. Daí a demissão que defendo e consideraria natural. Como podem ver, não sou fã do Pinto da Costa.

Porque isto prejudica o Porto e a sua estrutura, os seus adeptos. Para o adepto insulto fácil é o chamarem-nos de corruptos; é sentirmos essa injustiça quando vemos o porto a jogar bem, a ganhar bem, a dominar (com justiça) todo o panorama futebolístico (e não só…) de todo o século XXI até ao presente e, mesmo assim, ficarmos sempre com as nuvens da corrupção e dos resultados adulterados, dos árbitros comprados, a cada vitória. E eu percebo o adepto adversário, porque talvez sentisse o mesmo enquanto beufiquista bronco ou sportinguista “diferente” (leia-se: conas nato). E que não se negue: o portista adepto sente vergonha – acreditando ou não na inocência do pinto da costa, da veracidade das escutas, dos cortes cirúrgicos com que foram mandadas para o youtube e com a devassa nojenta e insuportável que é levar para a praça pública elementos secretos de um processo arquivado (secretos por isso mesmo, para impedir o julgamento público de um presumível inocente que por tal foi considerado pelo tribunal) – de tudo isto. Sente vergonha. Eu sinto vergonha porque esta merda era escusada. Nunca ouvi as escutas porque sinto que é desrespeitar o sistema processual penal e que toda a gente deve ter direito à sua privacidade: daí as escutas destruídas deverem ter sido.

Mas o facto é este: é uma vergonha, é vergonhoso. Para o porto, para os seus adeptos, para a figura presidencial brilhante que ali está à frente que fode com putas, manda caralhadas a torto e a direito (como homem do norte que se preze) e gosta demasiado do porto, demasiado para seu bem.

Fazia bem os sportinguistas e os benfiquistas admitirem que não há campeonatos, desde o penta, pelo menos, em que o porto não tenha sido um justo vencedor – aliás, uma das provas incriminatórias contra o porto era o corrompimento de um árbitro no jogo porto-estrela em que o porto, curiosamente, já era pontualmente campeão – e também considero, injustiças desportivas à parte (este ou aquele penalty mal assinalado ao longo da época, etc), que o Sporting e o benfica foram justos campeões quando o foram. O Benfica jogou quase sempre contra dez e teve sempre penalties marcados a seu favor, mas raios, não digam que não praticaram o melhor futebol na época passada.

Tal como o porto nas épocas em que ganhou. A Europa comprova que o porto não precisa de árbitros para ganhar; para chegar longe. Os resultados lá fora são a prova de que o clube está bem e recomenda-se, só pensa em ganhar, e tem tido platel e treinador para isso. Infelizmente, continuamos apenas a ser presididos por um presidente que, enquanto lá estiver, deixará sempre uma nuvem negra de suspeição e corrupção que, temo, irá perdurar no clube muitos, muitos anos após ele sair.

E isso terá sido a pior coisa que fez ao porto. Para mim, é insuportável sentir que todas as vitórias vão ser inquinadas pela boca fácil da corrupção, pelos outros adeptos. E embora todas sejam ditas por azia custa.

Daí pedir alguma sanidade para se admitir que – sinceramente. O porto ganha e joga bem. Não há aqui corrupção. Depois do apito dourado, essa merda são fábulas.

Podemos todos concordar com isso?

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Liga Prognósticos - 7ª Jornada



Mais uma semana com muita gente a somar muitos pontos. Eis a tabela:



E agora os prognósticos desta semana:

Bossio Rojas
Benfica 1 -0 Braga
Beira-Mar 0 - 2 Sporting
V.Guimaraes - 1 - 2 Porto

Claudio Kralj
Benfica 1 - 3 Braga
Beira-Mar 0 - 1 Sporting
V.Guimaraes - 0 - 1 Porto

Nalitzis Krpan
Benfica 1 - 1 Braga
Beira-Mar 1 - 3 Sporting
V.Guimaraes - 0 - 1 Porto



Deixem já os vossos palpites. Não se esqueçam que o jogo grande, Benfica-Braga, para os mais distraidos, vale 5 pontos! Palpitem, meus meninos, palpitem

A bulgarizar por aí.

ah ah. foda-se! coiso! 5 nos coisos do levski. porra. Para alguma coisa há-de valer a irregularidade. Vamos do 8 ao 80 num instante. Ontem, como calculam, foi para lá de 80. Deve ter sido das calças de ganga, sabe-se lá, mas já merecíamos. A vermelhada do champions andou para aí a embaraçar-se. O porto com a mania que é o maior ganhou mas por 1 (ganharam o jogo, mas perderam claramente a luta contra o tédio) e nós lá tivemos de ganhar a coisa a sério. Alguém tinha de o fazer. Foi bonito (e necessário) termos assumido a responsabilidade.

[respirar fundo]

Agora que um gajo já descarregou alguma energia acumulada das últimas 3 jornadas do campeonato, é altura para questionar se isto é para manter ou se a cena de jogar bem só na europa é para ficar. Agradecia-se mais riqueza (golos!) e uma melhor distribuição pelas diferentes partidas.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Fica para a próxima



Pois há. Mas ainda não foi desta.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Sporting: não brincamos em serviço.

É assim mesmo, pá! Grande Costinha! Grande direcção! Toca de proibir calças de ganga e ocultar tatuagens e piercings. Depois admirem-se da fama de betos. Não ganharmos jogos é na boa. Agora pessoal que ande para lá mal vestido, foda-se isso é que não.

Ora vejam: Calças de ganga estão proibidas

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Reunião de Sportinguistas Anónimos, sessão I

Bom dia, o meu nome é Nalitzis e sou um Sportinguista consciente desde que aprendi as primeiras letras.

[Olá, Nalitzis]

Quando era mais jovem, ainda antes de perceber que as miúdas eram fascinantes porque tinham mamas, ser do Sporting era claramente uma escolha pela diferença. Pelos lados de Lisboa e seus subúrbios, havia poucos portistas e só por anedota é que algum garoto diria que era de outro que não dos grandes. Havia o benfica, com muitos papás a imporem a ideologia do regime aos respectivos fedelhos, e havia o Sporting, luz de sol do pensamento livre, da excelência e da diferença. Éramos orgulhosos, irredutíveis. Ah mas vocês não ganham campeonatos (sim, mas é o Artur Jorge que vos treina), diziam os benfiquistas. E nós irredutíveis. Ah mas nós é que compramos grandes jogadores (Vale e Azevedo é presidente, Michael Thomas assume o meio campo dos encarnados). E nós irredutíveis. Campeonatos vieram e um dia quebrámos o jejum. Era inevitável. E Portugal descobriu que havia muito Sportinguista envergonhado. Veio o Boavista, pequeno clube virado patrão da corrupção nacional. O sistema está consagrado mas o porto não consegue desfrutar dele como noutros tempos. Voltamos a ser campeões e o porto não se impõe, o benfica desespera e o Boavista julga-se no topo do mundo (cairão mais tarde). E nós irredutíveis. Sabíamos perder, não nos deixávamos abater. E quando ganhávamos o gozo era total. A pouco e pouco o que antes tínhamos de bom começa a mudar. A Academia foi sagrada, saindo de lá Simão, Quaresma, Ronaldo, Hugo Viana, os nossos cofres a aumentar mas as coisas parecem mudar. Não sei quando foi mas um dia acordei e já não sabia falar do Sporting sem usar jargão que não me era natural. Passivos, Project finance, empréstimos obrigacionistas começam a fazer parte do nosso discurso para o futebol. Saltamos do Sporting – clube eclético, para o Sporting – oh-pr’a-nós-todos-modernos-mas-pobres-e-sem-filosofia-vencedora. Estamos menos irredutíveis. Aceitámos que o porto, ora corrupto, ora competente, passou a hegemónico. Aceitámos que com menos fazíamos sempre mais do que o benfica e que isso era suficiente para os patrões do nosso clube – fomos coniventes. Governa agora o Sporting do losango, sem dinheiro, a apostar na formação como se não arriscando as coisas acontecessem. Quase que ganhamos um campeonato. Fica-nos o trauma. Depois dedicamo-nos calmamente ao segundo lugar. Aceitamo-lo como nosso porque parecia já certo. Porto ganha, nós em segundo. Seguem-se os outros. E um dia já não nos sentimos irredutíveis. Apaga-se a arrogância, fica a redundância. Não saímos do mesmo e os nossos vizinhos benfiquistas dão finalmente voz ao seu fanatismo religioso. Em Braga, um tipo que nos ajudou a ser campeões está a ajudar o braga a juntar-se aos grandes. Agora são eles que têm os jogadores. Pagamos balúrdios por eles, desperdiçamo-los e ficamos a cobiçar outros. Agora somos o quarto classificado. Estamos a 28 pontos do primeiro e há muito que já não lutamos sequer pelo 3º lugar. Vem nova época e é tudo ou nada. Há merdas, há bufos, há contratações falhadas, há sub-rendimento e nós aceitamos. Um dia dizem-nos que já só somos o terceiro grande. Vamos responder, irredutíveis, mas precisamos da nossa equipa de futebol para responder. E ela cala-se. Queremos dizer aos adversários que somos melhores do que isto, mas já estamos nervosos. Antes éramos inabaláveis, agora nem nós compreendemos o que se passa. Foi-se a força, foi-se a confiança e hoje até as lesões são as novidades mais juicy do nosso dia a dia. Queremos ser irredutíveis mas a única coisa que parece irredutível em Alvalade é um espírito de aceitação, de tolerância e ineficácia, que perpassa toda a hierarquia do clube. Lembro-me de um tempo em que quando perdia, isso não nos abalava. Sabíamos que éramos melhores. Agora vivo um tempo em que, se ganhamos, pensamos apenas, ufa, safámo-nos. Lembro-me de um tempo em que ser Sportinguista era só fantástico. Agora é gesto de fé, um salto na escuridão – nunca sabemos se o próximo jogo é nova desilusão.

O meu nome é Naltizis e não queria abandonar este vício de ser Sportinguista. Pedia apenas alguma morfina, dizem que ajuda a tolerar as dores. E ser sportinguista em 2010 é coisa que dói pr’a caralho.
Site Meter