quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

A Leonor Pinhão é que sabe!

O OLHAR DO ADEPTO: QUEM PODE DECIDIR O CLÁSSICO?

Leonor Pinhão - O jogo de hoje não escapa à regra, o que o vai decidir é o número de vezes que a bola entrar nas balizas. Villas-Boas também pensa assim. É esta a justificação para o facto de ter convocado os seus três guarda-redes. No estado de ilegalidade em que o futebol português vive depois da última assembleia geral da FPF, espero que o árbitro não autorize Helton, Beto e Kieszek a jogarem todos ao mesmo tempo. Contra três guarda--redes é mesmo muito mais difícil.

in Correio da Manhã

Eu acho que o oléo que destila do couro cabeludo infiltrou-se no cérebro e, com o sol, fritou aquela merda toda.

7 comentários:

Aurelio Estorninho disse...

a pinhão é uma triste!
não entendo é como o ministerio publico não a deteve para interrogatorio, afinal ela não foi a autora do livro carolina?

Bossio Rojas disse...

Sim, mas foi escritora fantasma. Quem assinou o livro foi a Carolina.

Aurelio Estorninho disse...

pessoas como a sra pinhão, sempre q abrissem a boca deviam apanhar com um tijolo de "15" na tola.

Félix disse...

Também acho que o Miguel Guedes só devia abrir a boca par cantar, ou talvez já nem isso.

Bossio Rojas disse...

Ai o Miguel Guedes... pior do que as barbaridades que lhe saem da boca, só mesmo as camisas do homem...

Anónimo disse...

O Pinhão desde o safari no Quénia,

só vê na escuridão com o "Bisiense

Biriato de Zagoia" a segurar na

gambiarra.

Juris disse...

E regressou todo peneiroso o tal

de Pinhão, tranformado em escritor

artístico, logo à chegada do tal de

safari no Quénia.

Site Meter