terça-feira, 2 de novembro de 2010

Benfica: uma semana decisiva

Pois é, caros amigos, esta semana decide-se muito do futuro do Benfica e do sucesso ou fracasso desta temporada. Comecemos pelo jogo do Lyon.

Se não me falha a memória, acho que ainda não comentei aqui a campanha europeia do Benfica. No entanto, se tivesse que resumir tudo em poucas palavras escolheria as seguintes: falta de pragmatismo. Jorge Jesus é um bom treinador que tem como principal virtude, na minha opinião, conseguir galvanizar os jogadores e uni-los ao redor da equipa. No entanto, ao nível de tácticas JJ tem pouco de "mestre". Falta-lhe escola europeia. Jogar com o Lyon ou com o Shalke fora não é a mesma coisa que visitar o Naval e o Rio Ave. Isto parece-me simples. Como tal, não podemos entrar de peito feito a atacar que nem loucos, deixando o nosso meio-campo vulnerável aos contra-ataques e ataques rápidos. Povoar o meio-campo, jogando, por exemplo, com Javi Garcia e o Airton, sempre me pareceu uma hipótese bem melhor do que jogar com dois avançados. Na Liga dos Campeões um empate fora é um bom resultado. O querer ganhar só por que sim, não preparando a equipa para tal, é tão ridículo como afirmar que ninguém joga como o Benfica no Mundo ou que iríamos ganhar esta champions. Assim sendo, o que se pede é que JJ prepare a equipa com alguma prudência. Até porque se não ganharmos este jogo devemo-nos ficar por aqui na Champions.


Quanto ao jogo de Domingo, quer me parecer que se também não ganharmos podemos dizer adeus ao campeonato. Temos que ser francos: o Porto é a equipa que melhor joga em Portugal neste momento. É indiscutivel. A equipa do Villas-Boas soube aproveitar o empurrãozinho dado pelas arbitragens nos primeiros para construir uma dinâmica avassaladora. Assim sendo, não será nada fácil ganhar no Dragão. Aliás, se o conseguirmos seremos a primeira equipa este ano a derrotar o clube azul e branco. Vai ser difícil, mas os jogadores do Benfica tem que entrar em campo com noção de que se perdermos já fomos. É toda uma época que se hipoteca à 10 jornada.


Concluindo, se não ganharmos os próximos 2 jogos caminhamos vertiginosamente em direcção ao fracasso desportivo. Se os ganharmos pode ser o trampolim que a equipa necessita para se exibir ao nível do ano passado. Sim, porque semelhanças com a equipa anterior são apenas meras coincidências.

1 comentário:

Barnaby disse...

E lá ganhámos ao Lyon e com 70 minutos à campeão! Não fosse a nabisse do Peixoto e até podíamos ter entrando nos últimos 20 minutos a ganhar 5-0(!!) e não me venham dizer que a equipa do Lyon estava com reservas porque nós não tínhamos nem Aimar, nem Cardozo, nem Gaitan! Jogámos bem e ponto! Nos últimos minutos, começou tudo a pensar no FCP (até o JJ) e ainda íamos fazendo merda! Agora é tentar ganhar em Israel nem que seja 1-0 e com calma não perder com o Schalke na Luz... parece-me bem possível.

Este jogo já me pôs um bocado mais optimista em relação ao FCP... a jogar assim vai ser um grande jogo! Continuo a achar que não ganhamos, quanto mais não seja porque se as coisas estiverem a correr mal prás bandas do Dragão, há sempre o penaltizinho perdoado ou um inventado, mas de qq forma, vão lá e comam a relva!! Às vezes não é só em Hollywood que os bons ganham contra todas as previsões! :)

Site Meter